Algumas reflexões:

Sobre termos lançado a candidatura Nosrial Olem:
A USB lançou, 10 dias antes das eleições de Abril, prévias internas. Isso inclusive fazia parte de meu programa para a USB, como pode ser observado nos vários comentários e artigos afins, bem como na minha participação em chats e foruns do partido.

Nessas prévias, o companheiro Olem obteve maioria esmagadora, já que não se apresentaram outros candidatos e não optou-se por uma coalizão com outros partidos. Lançar Olem foi respeitar a vontade daqueles que compareceram durante dois dias nas prévias, opinando e votando. Cabe ressaltar que foram enviados mps a todos os membros do partido sobre a realização das prévias e seu caráter deliberativo sobre o tema.

Sobre a Questão Mesopotamia:
Eu, como já explicitei ao companheiro Vargas, lancei a chamada à resistencia em meu Jornal, O Jacobino, portanto não usando o jornal do partido e nem falando em nome do mesmo. Foi uma decisão pessoal naquele instante, o que pode ser observado em o Jacobino "Barricadas na Mesopotamia: às armas, Cidadãos". Só depois que o partido e muitos cidadãos brasileiros cerraram fileiras nessa campanha, como também pode ser observado nos comentários nos artigos lançados na mídia sobre o tema, é que o partido lançou artigo defendendo essa posição. Só lançamos artigo depois da coisa estar nas ruas e com o consentimento tácito dos membros.

Quanto ao fato das explicações, o companheiro Nosrial Olem procurou também o governo (segundo ele mesmo) e não ouviu nenhuma resposta ou explicação que não fosse "evacuar a Mesopotamia"...

Nesse sentido, ainda que muitos tenham visto isso como uma manobra aventureira, só fizemos e ainda bem que fizemos que uma discussão de interesse nacional fosse discutida pela nação, pelo povo, de onde emana todo poder e toda representação. Se a maioria votante decidiu pela posição de entregar a Mesopotamia, respeitemos a vontade do povo.

sobre uma suposta crise no partido:
Não vejo crise nem diminuição de membros no partido, pelo contrário. No ning, por exemplo, mais que dobramos nesse mês as participações e é até agora o fórum mais ativo dos partidos no eRepublik (agora já não sei, com a criação desse novo forum... a quantidade de foruns criados criou, por sua vez, uma certa preguiça, como podemos observar).

Ainda que tenhamos vivido o fogo cerrado daqueles que se sentiram ameaçados ou mesmo "ofendidos" pela defesa dessas posições, nos mantivemos de pé.

Um abraço, Mahdi Cleitus
Presidente da USB